quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Jogos Emocionais...



Você conhece os jogos emocionais?
Fez ou faz uso dessas práticas nas suas relações?

Grande parte das pessoas andam usando esses jogos em suas relações e conquistas amorosas. 

Jogos emocionais viraram para algumas pessoas a brincadeira predileta, do tipo : esconde - esconde ( eu sumo e você sai para procurar), ou pega- pega (estou sempre correndo quando você chega perto). E a mulherada sai atrás dos homens desesperadas, ele sumiu. Ele fugiu de mim.
Claro que tem homens que são vitimas também desse processo.

O que eu acho de tudo isso?
Li essa matéria no site  Superela da colunista Marcela Oliveira  e me identifiquei.

Não sei mais como me relacionar no meio de tanto desinteresse
Eu não sei me relacionar nos moldes de hoje. Eu não sei. Não sei tolerar desinteresse. Você conversa com a pessoa. A pessoa faz charminho e demora a responder. Então vem aquela questão: ou você manda outra mensagem em outro momento e corre o risco de ser taxada de chata ou desesperada, ou sei lá mais o que só pelo fato de se mostrar interessada. Ou então você desencana, e deixa a criatura te chamar quando quiser. Mas aí se corre o risco de ser taxada de fria! Como assim???
Eu não sei jogar esse jogo de quem pode mais. Quem corre mais atrás. Quem demonstra menos interesse. Esse jogo ridículo de egos inflados e de pessoas vazias que parecem viver para provar algo para alguém o tempo todo.

Eu não preciso provar para ninguém o quanto eu sou legal
O quanto eu sou interessante. Porque eu sou alguém que gosta de conversar, sou super bem-humorada, não pego no pé de ninguém, não gosto de ser inconveniente, não faço o tipo ciumenta psicopata e não tento prender ninguém. Tenho minha própria vida e sou do tipo incentivadora. Mas eu não preciso emitir um atestado de “pessoa legal” para o mundo saber das minhas qualidades. Não. Quem quiser conhecer minhas qualidades que trate de se aproximar de mim.
Se eu estou interessada em me relacionar e conhecer uma pessoa, e essa pessoa faz esse joguinho cansativo de desinteresse comigo, eu automaticamente perco o interesse.

Foi pensando nessas relações plásticas de hoje em dia que afirmo: eu não sei me relacionar nos moldes de hoje. E esse é exatamente o tipo de coisa que não quero nem aprender. Um salve às pessoas que ainda sabem se relacionar!

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Desista das pessoas tóxicas



“Você é a média das cinco pessoas com as quais
passa mais tempo.” – Jim Rohn
As pessoas com quem passamos mais tempo, 
somam quem nos tornamos.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017



Desamarre-se dessa ideia maluca e opressora de que só é feliz quem tem alguém. Não, isso não é verdade.
Você se apega tão forte à idealização do amor, que já até se esqueceu de como é, de fato, amar.
Menos fantasia e mais realidade, o conto de fadas não existe, o que existe são pessoas que despertam o melhor em nós e vice-versa.
O que existe são pessoas imperfeitas que se dispõe a tentar.
Tentar e dividir sonhos, medos, segredos, momentos. O que existe são pessoas reais, humanas, cheias de defeitos, mas que acreditam ainda em ser, viver e compartilhar o amor em sua sofisticada simplicidade.
Só não tente pressionar, forçar, ser algo ou alguém que você não é, não se desespere em sua busca por amor, porque esse sentimento que nos move e pode mudar o mundo, é semelhante a uma borboleta que voa para longe de quem a persegue.
Preocupe-se com a beleza do jardim, e quando menos esperar a borboleta pousará no seu ombro.
Deixe acontecer, sem pressa, não idealize tanto as pessoas, somos todos seres imperfeitos, em constante aprendizado e buscando evolução.
Deixe as coisas serem o que elas são, não interfira no curso do destino, O Universo sabe do que você precisa, e ele também sabe a hora certa de movimentar oceanos e mover montanhas para que você esteja exatamente onde deve estar.
Deus prepara o seu banquete, a vida o presenteia com as pessoas certas na hora certa, então, relaxe e vá viver.
Jogue-se no mundo, cuide-se, ame-se, viaje, permita-se ser quem de fato você é. Corra atrás de sonhos, prejuízos, mas nunca de pessoas.
Perceba os sinais, atente-se aos detalhes, mas não queira desvendar os mistérios da vida, apenas aceite o que não pode ser mudado, sempre com resiliência e fazendo o seu melhor, acredite, que isso é tudo que a vida pede de você, e quando menos se esperar, ela diz sim a todos os seus anseios e desejos.



Wandy Luz- O Segredo